Pesquisar

Carregando...

domingo, 25 de janeiro de 2015

Instagram Bill Kaulitz

#KOS #B&W

Créditos: PTH

Expert Entertainer Magazine nº 11/2014 (Alemanha)


Créditos: PTH

Curiosidade: Quem é aquele "quinto membro"?

Há muitos fãs intrigados e curiosos para saber quem é o jovem louro que acompanha a banda já durante vários meses, aqui está a resposta: é Aron Forbes, membro do grupo Magnolia Memoir

Canal do YouTube: http://www.youtube.com/user/MagnoliaMemoirVEVO

Créditos: FC Aliens In BR

Curiosidade >> Conchita Wurst seque o Bill no Instagram



Créditos: PTH

sábado, 24 de janeiro de 2015

Nova Entrevista >> Tokio Hotel para a "Bands In Town"


Passaram 5 anos desde que lançaram o último álbum
Quais são os seus pensamentos sobre as novas formas que tem os artistas para promoção,assim como todos os novos serviços de divulgação?

Bill: Eu sinto que é bom e ruim. é bom que tenha seus próprios meios de comunicação para poder deixar de fora o que quiser e se comunicar com seus fãs diretamente sem ter alguém no meio. pode se comunicar efetivamente com sua base de fãs e pode limpar a merda que disseram sobre você,que é muita. por outro lado,é triste que um montão de grandes revistas já não existem,ou não tem dinheiro para fazer grandes produções fotográficas. também CD's,downloads,divulgação,odeio. Fazemos porque temos que fazer,mas eu odeio. para mim,o melhor é comprar um CD. lançamos um vinil do nosso disco. Tivemos um cassete também. gostamos de todos esses formatos e colocamos tanto pensamento e trabalhamos em nossos vídeos e obras de arte,mas as pessoas nem sequer olham. isso é ruim. posso viver com meios de comunicação sociáis,mas devemos deixar os downloads ilegais e comprar CD's. esse seria o meu mundo perfeito. 



Como descrevem sua relação com os seus fãs e como consideram que mudaram agora que o seu som mudou e que estão transformando eles em um público de música eletrônica?
Bill: Algumas pessoas cresceram com a gente. tem nossa idade porque éramos muito jovens quando começamos. agora tem um gosto diferente na música,vêem as coisas de maneira diferente,igual a gente. temos uma forte fanbase,assim que é como estar em uma aventura conosco. nossos fãs são muito,muito fiéis - temos os melhores fãs na história! eles são muito intensos. temos ganhado alguns novos fãs também. muito mais meninos. antes eram sempre as meninas e agora vemos no Youtube que temos uns 50% de meninos vendo nossos vídeos!
Tom: Agora que somos um pouco mais velhos e mais feios,os meninos estão abertos a nossa música.
Bill: E é genial! não temos um público objetivo ou alguém a quem conquistar. eles aproveitam nossa música e as coisas que fazemos,é como um "bem vindo ao nosso show!",então crescemos um pouco nossa base de fãs


O que pensam sobre os fãs mais velhos que comentam coisas ruins pela mudança do som?
Bill: Eu esperava,há pessoas que gostam de reclamar por nada. inclusive se tivéssemos criado o mesmo álbum que fizemos uns anos atrás,escutaríamos: "Oh meu deus,não mudaram nada! a mesma merda de sempre,nem colocaram trabalho nisso". Não nos preocupamos,na realidade nunca fizemos isso. com Kings of suburbia,queríamos fzer um álbum que a gente gostasse. que iria refletir nossos gostos e a música que queríamos fazer. para nós,é tudo sobre ser autêntico. se você vai diretamente ao que você fez durante tantos anos e acaba fazendo isso,não é autêntico. todos somos pessoas,mudamos e a vida nos muda e nos inspiramos em diferentes coisas. não posso ter o mesmo som com cada álbum. queremos manter um ar fresco e fazer o que gostamos.


Que música e artistas inspiram vocês,sobre tudo na criação desse álbum? Há alguém que gostariam de colaborar?
Tom: Há um monte de pessoas com quem eu adoraria colaborar mas é difícil dizer quem nos inspirou para essa gravação porque estávamos produzindo durante 4 anos. estou realmente no Chet Faker nesse momento,e logo estão nossos heróis da infância,como Aerosmith e Depeche Mode. É tão diferente,não temos um gênero que nós gostamos. como artistas e músicas,estamos mais em grandes produções e boas músicas,não importa o artista. com Daft Punk seria maravilhoso colaborar,seria incrivel.



Kings of suburbia marca a primeira vez que produziram o seu próprio álbum. foi refrescante ter todo esse controle?
Tom
: Foi refrescante e muito intenso,e um monte de trabalho. totalmente uma nova experiência. é porque nos levou tanto tempo,porque fizemos tudo por nossa conta. como escrever as canções,a produção,a reprodução,tudo.
Bill: É a melhor coisa que poderíamos ter feito. estou super contente com isso,de ter essa liberdade e não ter que depender de um bom produtor e alguém que nem sequer pode ser com quem deseja trabalhar. colaboramos com um par de compositores e produtores nesse álbum,mas em geral,acabamos de fazer muito por nossa conta. especialmente na produção vocal.
 Tom: Começamos com uma frustação porque no começo nos encontramos com as pessoas e começamos a trabalhar em coisas mas não saía bem e não era a música que queríamos fazer,então decidimos: "vamos construir um estúdio em casa!" onde começamos desde o princípio. "Stormy Weather" foi uma das primeiras canções que fizemos e foi a guia para toda a gravação. devido a nossa frustação,que resultou incrível.


No episódio do THTV,vocês mencionaram que o álbum estava pronto para sair ano passado mas logo começaram a escrever de novo. esse é o álbum que saiu agora ou é a segunda versão,ou uma combinação?
Bill:
 É uma combinação. Um monte de músicas que não estavam na gravação de quase 1 ano quando queríamos lançar. igual com LWLYB e Run Run Run. - não tínhamos essas canções no começo quando estávamos no estúdio e as coisas incríveis não estavam acontecendo,eu estava tipo "Necessitamos de mais tempo por causa do material que estamos fazendo nesse momento,é tão bom que não podemos perder a oportunidade". na realidade,se trata deu um máximo de 4 anos de escrever e fazer música.




Sua próxima turnê se chama "A experiência no clube". isso significa que vão tocar em lugares mais pequenos? preferem espaços mais pequenos do que os grandes espetáculos em palcos?
Bill: Não necessariamente,eu adoro tocar em frente a muita gente. eu adoro grandes palcos. queríamos mudar para cima e já que o álbum é tão eletrônico,queremos converter um clube vivo em um clube noturno,entre 1.000 e 2.000 pessoas. vai ser pequeno,como uma noite aonde vai e festeja ao invés de ser um show normal. nós pensamos que seria genial ter lugares mais pequenos,nossos fãs pediram muito isso. querem nos ver e nos conhecer,assim que todo o conceito é um pocuo diferente. e logo chegamos e lançamos para o final do ano.


Como faz para armar uma equipe por trás de você - com representação da De Code LTD,distribuição da Universal,a publicidade e a comercialização de 42 West,Total assault etc.? Que conselho pode compartilhar sobre como escolher os socios adequados para direcionar a carreira de um músico?
Bill: Interscope participou com nosso último álbum,mas não gostamos do trabalho deles. assim que trocamos de contrato para esse álbum. as vezes se trabalha com grandes pessoas e grandes empresas e isso não é sempre a melhor opção. agora trabalhamos com a agência William Morris para tocar ao vivo,são geniais. Sempre depende,se trata da visão e a visão que tem como banda e que e como escolhemos nossa gente. nunca tínhamos tido uma gestão clássica,sempre temos gente em nossa equipe só para manter tudo o que passa,mas as decisões sempre fazemos por conta própria. Basicamente tudo o que acontece está em nossa mesa.
Tom: Nós limpamos demais. para esse disco,tínhamos os diretores do vídeo,as pessoas que fazem a roupa e tiram fotos para o álbum,e a obra de arte.. tudo é mais ou menos com a etiquieta nos Estados Unidos. amigos e a gente que temos conhecido por muito tempo e que querem a banda,são uns apaixonados por ela e entendem o projeto.
Bill: Não gosto de trabalhar com gente de qualquer ego. só queríamos trabalhar com pessoas que estão animados com a banda e que tem a mesma visão. Na Europa,ainda estamos na Universal Music. Realmente depende como leva e como funciona. Nem sempre a empresa mais grande é a que funciona melhor,com certeza.


Já lançaram 3 vídeos para o novo álbum. o quanto fornece cada um com esses conceitos?
Bill: Muito! fizemos RRR com um de nossos amigos próximos,Joh Lucah Fellini,por essa canção ser perfeita,porque ele é muito bom em capturar situações íntimas e coisas muito puras. era um projeto com tal paixão para os dois que trabalhamos,com Chris morris para Girl got a gun,queríamos fazer algo diferente e original,que levou a idéia de incluir transexuais,com LWLYB queríamos filmar uma orgia massiva,mas logo disse ao garoto que não,eu quero estar incluído na orgia. não só cantando no fundo e ele disse: eu não sabia que faria ... vamos fazer. "

 Como é um dia de típico show para vocês?
Tom: 
Agora que vamos entrar em turnê será assim: Chegar em algum momento da tarde,fazer a passagem de som,e depois disso nos encontramos com os fãs. cidade seguinte nos levantamos,a passagem de som,conhecer os fãs,tocar,talvez algo de tenis de mesa no meio. quase todos os dias,exatamente o mesmo.
Bill: É esgotador é claro. as pessoas não sabem o quanto é exausto uma turnê. estamos tratando de manter saudáveis,assim que ninguém fica doente porque é um tempo tão grande. sempre dormimos em um ônibus,nunca temos uma casa real ou um bom banho
Tom: Não tem muita luz natural.


Há cidades em que gostariam de tocar,ou todas parecem iguais?
Tom: É mais sobre o lugar. em Paris temos um grande lugar,assim que estou desejando que chegue a Paris.
Bill: Nessa turnê estamos tocando em lugares muito especiais. igual em Hamburgo,uma linda igreja. Ou temos lugares frescos pendentes ou clubes legendários. vai ser interessante,creio que todos vão ter lugares nos bastidores muito legal.


Algum aplicativo que não vivem sem?
Bill:
 Instagram,InstaSize,Uber,Whatsapp
Tom: Eu realmente sou da velha escola. não uso nada.
Bill: Ele nunca teve um instagram. só usa seu telefone para texto ou ligar.
Tom: tenho aplicativo de notícias,sempre estou olhando.

Tradução: Mary Martins

Créditos: PTH

Instagram Bill Kaulitz

 Essa é a hora... #Ensaios


#lany #ILYSB

OBS: Quem quiser saber qual era a música que Bill estava ouvindo, clique AQUI


Créditos: FC Aliens In BR